Bolo de chocolate na caneca

Hoje vou escrever sobre coisas simples. De três moinhos recuperados sobre o rio Ovil. Do silêncio que só é interrompido pelo crepitar da lenha ou pelo som do rio que corre ali mesmo, sob a varanda, engrandecido pela chuva que não pára de cair há alguns dias. Fazer um lanche ajantarado, apreciar a noite a cair, ligar o forno de manhã para fazer o pão do pequeno-almoço, ler, ouvir música. Hoje em dia, quantas vezes conseguimos ficar quietos, sem distracções, sítios para ir ou coisas para fazer, apenas a conversar e a desfrutar da companhia do outro? Choveu mais nos primeiros dias de 2016 do que nos últimos meses de 2015, mas agora parece-me que até o estado do tempo foi uma bênção, destinado a fazer-nos desacelerar e apenas estar.

Num dia frio e chuvoso de inverno fomos recebidos com as salamandras acesas, a música a tocar, a mesa posta com todo o cuidado para o lanche. Na cozinha havia comida, uma garrafa de vinho verde da região a refrescar no frigorífico e massa de pão em cima da bancada, pronta para ir para o calor do forno no dia seguinte. Há pequenas mensagens deixadas pelos recantos da casa, velas para acender, livros espalhados por todo o lado, dois cestos cheios de lenha. Nos Moinhos de Ovil tudo é simples e, ao mesmo tempo, tudo foi pensado ao pormenor para nos encantar e prender. De outro modo, como é que se explica que ainda antes de sair já estivéssemos a fazer planos para voltar, quem sabe no verão para apreciar as águas a passarem mais calmas aos nossos pés, tomar o pequeno-almoço no alpendre, talvez pescar uma truta para o jantar.

A receita de hoje, saída da cozinha dos Moinhos, é igualmente simples mas tem também um pormenor que faz toda a diferença, é feita com chocolate a sério, com 70% de cacau, nada de chocolate ou cacau em pó. O resultado final é o bolo de chocolate mais simples do mundo, mas com um sabor rico, intenso e luxurioso; a prova que, como diria Ricardo Reis, devemos pôr tudo o que somos no mínimo que fazemos.

(Esta publicação não é patrocinada. É apenas uma forma de agradecer à Eduarda pela gentileza e cuidado com que nos recebeu nos seus Moinhos)

Até breve.
signature
bolo de chocolate na caneca
bolo de chocolate na caneca
bolo de chocolate na caneca
bolo de chocolate na caneca
bolo de chocolate na caneca
bolo de chocolate na caneca

Bolo de chocolate na caneca

O bolo de chocolate mais simples do mundo mas com um sabor rico, intenso e luxurioso.

serve 1

Preparação:

Cozedura:

INGREDIENTES:

  • 40 g chocolate negro (70% de cacau)
  • 40 g manteiga
  • 3 colheres de sopa de açúcar amarelo
  • 1 ovo grande
  • 2 colheres de sopa de farinha sem fermento

 

INSTRUÇÕES:

  1. Derreta o chocolate e a manteiga no microondas durante 30 segundos. Retire e mexa. Se necessário, coloque de novo no microondas, em intervalos mais pequenos, 10 segundos de cada vez.
  2. Junte o açúcar e mexa para misturar. A seguir adicione o ovo e mexa muito bem, até ficar completamente homogéneo. Junte a farinha e mexa apenas até estar incorporada e sem grumos.
  3. Deite a massa numa caneca que possa ir ao microondas. Coloque no microondas (900 W) durante 1 minuto, para um bolo mais húmido, ou 1 minuto e meio, para um bolo mais seco.
  4. Deixe repousar durante 2 minutos antes de comer (se conseguir).

 


ENTRE EM CONTACTO

Gostava muito de conhecer a sua opinião sobre este artigo, em particular, ou sobre o blogue, em geral. Pode usar a caixa de comentários no fim de cada artigo ou enviar um e-mail através da página de contacto. Pode ainda seguir o blogue através do Facebook, Instagram e Pinterest e, se quiser receber um e-mail quando sair um artigo novo, pode subscrever a newsletter no fim desta página.

Até à próxima.

Deixe um comentário

* Ao usar este formulário concorda que este site processe a sua informação pessoal. Para mais detalhes, consulte a Política de Privacidade do site.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fique a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies Aceitar Saiba mais

lemon poppy seed cake photography paula casimiro

Vamos manter o contacto. Receba um e-mail quando sair um novo artigo

Não, obrigada