Bolo-Rei

Estamos a entrar na azáfama dos preparativos para o Natal e, com tantos doces para preparar, ainda bem que a refeição principal é peixe cozido com batatas e couves! Não sei se vos acontece o mesmo, mas quando chega a esta altura fico sempre nervosa com a preparação dos doces que a quadra exige. São receitas passadas de geração em geração, mas que só faço uma vez por ano e isso não me deixa nada confortável e exige alguma preparação para que não falhe nada na grande noite. Pois este fim-de-semana foi altura de voltar a testar a receita do bolo-rei.

O bolo-rei tem lugar de destaque à mesa e não é nada complicado de fazer em casa, apenas têm que ter atenção aos vários tempos de fermentação, que levam a que seja uma receita um pouco demorada. Para os que estão a pensar num Natal menos tradicional lembrei-me que podiam fazer estes pequenos bolos-rei individuais, estilo muffins. Se, tal como eu, mantêm-se fiéis à tradição, sigam a mesma receita e dêem-lhe o formato tradicional, em forma de anel, como explicado mais abaixo.

Este bolo-rei é excelente, de massa fofa e com um agradável aroma a vinho do Porto e aguardente. Para os adeptos do bolo-rainha, substituam as frutas cristalizadas por uma quantidade igual de frutos secos.

Até breve e bons preparativos para o Natal.
signature
Bolo-Rei
Bolo-Rei

Bolo-Rei

Este bolo-rei tem uma massa fofa e com um agradável aroma a vinho do Porto e aguardente. Para os adeptos do bolo-rainha, substituam as frutas cristalizadas por uma quantidade igual de frutos secos. Adaptado de uma receita de Maria de Lurdes Modesto.

6 muffins ou 1 bolo-rei de aprox. 600 g

Preparação:

Cozedura:

INGREDIENTES:

  • 10 g fermento fresco de padeiro
  • 30 g farinha de trigo T55
  • 25 ml leite tépido
  • 25 ml vinho do Porto
  • 25 ml aguardente
  • 40 g passas de uva
  • 40 g manteiga, à temperatura ambiente
  • 40 g açúcar
  • Raspa fina de 1/4 de limão
  • Raspa fina de 1/4 de laranja
  • 1/2 colher de chá de extracto de baunilha (veja aqui como fazer extracto de baunilha caseiro)
  • 1 ovo
  • 160 g farinha sem fermento T55
  • 1/4 de colher de chá de sal fino
  • 50 g frutas cristalizadas cortadas em pedaços pequenos
  • 50 g frutos secos picados grosseiramente (avelãs, nozes, amêndoas, pinhões)
  • 1 gema de ovo
  • Frutas cristalizadas e frutos secos para decorar
  • 1 colher de sopa de geleia ou doce, diluída num pouco de água
  • Açúcar em pó para polvilhar

 

INSTRUÇÕES:

  1. Numa taça, desfazer o fermento no leite e juntar a farinha, mexendo até que fique uma massa homogénea. Tapar com película aderente e deixar levedar num lugar com temperatura amena por cerca de 15 a 20 minutos, ou até que duplique de volume e forme bolhas na superfície. Entretanto, misturar as passas com o vinho do Porto e deixar a macerar.
  2. Bater a manteiga com o açúcar, as raspas de limão e laranja e a baunilha até que fique um preparado cremoso e esbranquiçado. Juntar o ovo e bate bem. Colocar o gancho de amassar na batedeira e juntar esta mistura com a primeira massa, já fermentada, amassando a velocidade média. Juntar a farinha peneirada com o sal, até que esteja perfeitamente incorporada. Juntar as passas, o vinho e a aguardente e continuar a bater a velocidade média por cerca de 20 a 25 minutos, ou até que a massa esteja elástica (pode ser necessário juntar mais um pouco de farinha se a massa estiver muito mole). Juntar as frutas cristalizadas e os frutos secos e bater apenas até que estejam misturados uniformemente na massa.
  3. Retirar a massa da batedeira e formar uma bola, polvilhando-a ligeiramente com farinha. Colocar a massa numa taça polvilhada com farinha e tapar com película aderente. Deixar levedar num local com temperatura amena durante cerca de 1h30, ou até que a massa duplique de volume.
  4. Retirar a massa da taça e amassar ligeiramente para extrair o ar que se formou durante a fermentação. Colocar formas de papel num tabuleiro para muffins e distribuir a massa pelas formas (para fazer um bolo-rei tradicional, formar um rolo com a massa e dar-lhe uma forma circular, unido as pontas. Colocar sobre um tabuleiro de forno forrado com papel vegetal e pôr um copo no centro, que deve ser retirado antes de ir ao forno). Cobrir com um pano de cozinha limpo e deixar levedar novamente num local temperado durante cerca de 1h30, ou até que tenham duplicado de volume.
  5. Pré-aquecer o forno a 180º C. Pincelar os bolos com a gema de ovo batida. Colocar algumas frutas cristalizadas e frutos secos sobre a superfície e cozer durante cerca de 25 minutos no forno pré-aquecido, ou até que estejam dourados.
  6. Retirar os bolos do forno e pincelar com a geleia diluída num pouco de água para dar brilho. Polvilhar com açúcar em pó.

 


ENTRE EM CONTACTO

Gostava muito de conhecer a sua opinião sobre este artigo, em particular, ou sobre o blogue, em geral. Pode usar a caixa de comentários no fim de cada artigo ou enviar um e-mail através da página de contacto. Pode ainda seguir o blogue através do Instagram e Pinterest e, se quiser receber um e-mail quando sair um artigo novo, pode subscrever a newsletter no fim desta página.

Até à próxima.

Deixe um comentário

* Ao usar este formulário concorda que este site processe a sua informação pessoal. Para mais detalhes, consulte a Política de Privacidade do site.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Usamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao usar o site concorda com a nossa utilização de cookies. Aceitar Saber Mais

blue plates photography by Paula Casimiro My Common Table blog

Vamos manter o contacto. Subscreva a Newsletter e receba os artigos no seu email