Granola salgada com sementes, frutos secos e ervas frescas

De há uns tempos a esta parte, sempre que faço uma salada tenho por hábito juntar-lhe uma colher de cebola frita, que compro numa certa loja sueca (hehehe). Não sei se é pelo sabor mais salgado ou pelo crocante, o certo é que este pequeno extra deixa as saladas muito mais interessantes. Por vezes junto nozes ou avelãs, mas a cebola frita continua a ser a minha favorita. Por isso, quando vi esta receita de quinoa e kale com granola salgada no blog da doce Inês achei logo que uma granola salgada era bem capaz de ser a minha próxima mania, capaz de substituir a cebola frita nas saladas e sopas.

Se fizerem uma pesquisa no Google vão ver que a granola salgada é um pequeno mundo cheio de variações e sabores, uns mais suaves, outros mais exóticos e arrojados. Acabei por me inspirar nesta granola salgada do blog Green Kitchen Stories e adaptei-a aos ingredientes que tinha em casa. Ficou uma delícia, deixem que vos diga, muito melhor do que eu tinha antecipado. Esta granola salgada é crocante, ligeiramente salgada e picante, como a minha cebola, mas muito mais saudável e saborosa, porque conjuga todos os sabores das várias sementes e frutos secos utilizados.

A granola salgada pode ser usada de muitas formas diferentes- Podem juntá-la às vossas saladas e sopas ou salpicá-la sobre um queijo meio derretido para uma entrada diferente. Para começar, eu simplesmente assei umas endívias no forno (15 minutos a 180º C), ligeiramente temperadas com um fio de azeite, sal e pimenta preta, e finalizei no prato com mais um fio de azeite e uma colher de sopa de granola. Voilá, um acompanhamento rápido e delicioso!

Experimentem, adaptem a receita às vossas preferências (ou despensa, como eu fiz) e digam como é que correu. Podem deixar um comentário aqui mesmo no blog ou na página do Facebook ou Instagram. Bom apetite!

granola salgada
granola salgada
granola salgada

Granola salgada com sementes, frutos secos e ervas frescas

faz 4 a 5 chávenas

Preparação:

Cozedura:

INGREDIENTES:

  • 125 ml (1/2 chávena) azeite
  • 1 colher de sopa de mostarda
  • 1 colher de sopa de mel
  • raspa de uma laranja
  • 1 colher de sopa de folhas de tomilho fresco picadas finamente
  • 1 colher de sopa de folhas de alecrim fresco picadas finamente
  • 1 pitada de pimenta de caiena, a gosto
  • 1 pitada de sal marinho, a gosto
  • 2 chávenas de flocos de aveia
  • 1 chávena de frutos secos (nozes e avelãs)
  • 1/2 chávena de sementes de cânhamo
  • 1/2 chávena de sementes de abóbora
  • 1/2 chávena de sementes de girassol

 

INSTRUÇÕES:

  1. Pré-aqueça o forno a 180º C. Numa taça grande, junte o azeite, mostarda, mel, raspa de laranja, ervas frescas, pimenta de caiena e sal. Misture bem com um garfo ou vara de arames.
  2. Junte os restantes ingredientes e incorpore bem com uma colher de pau, espátula ou mesmo com as mãos.
  3. Espalhe este preparado num tabuleiro de forno e leve a cozer no forno pré-aquecido durante 30 minutos, ou até a granola estar dourada e crocante. Mexa uma ou duas vezes durante a cozedura, para não queimar.
  4. Deixe arrefecer e guarde num frasco hermético.

Junte esta granola salgada às suas saladas ou sopas, como este suave creme de favas
Creme de favas e alho francês

 


ENTRE EM CONTACTO

Gostava muito de conhecer a sua opinião sobre este artigo, em particular, ou sobre o blogue, em geral. Pode usar a caixa de comentários no fim de cada artigo ou enviar um e-mail através da página de contacto. Pode ainda seguir o blogue através do Instagram e Pinterest e, se quiser receber um e-mail quando sair um artigo novo, pode subscrever a newsletter no fim desta página.

Até à próxima.

1 comment

Ruth Miranda 13 Junho, 2017 - 11:48

Não sou, por norma, fã de granolas. E no entanto, desde q me deparei com a granola salgada da Inês que a minha cabeça tem andado um bocado a mil, sabes? Depois de ver aqui a tua versão fiquei mesmo com muitaaaaaa vontade de experimentar, e há-de acontecer, mas n sei quando, ando tão sem tempo para brincar com a culinária, literalmente!! Preciso muito de arranjar uns momentos para ir á cozinha criar, inventar, relaxar a cabeça, deixar de stressar com o finalizar do meu livro e o começar do seguinte, parar de estar obcecada com pesquisas e com narrativas e com capas que ainda não existem… mas enquanto não escrever The End sei q não há nada a fazer, estou presa a um manuscrito e n consigo pensar noutra coisa – se bem q a granola n me sai da cabeça!
https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

Responder

Deixe um comentário

* Ao usar este formulário concorda que este site processe a sua informação pessoal. Para mais detalhes, consulte a Política de Privacidade do site.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Usamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao usar o site concorda com a nossa utilização de cookies. Aceitar Saber Mais

blue plates photography by Paula Casimiro My Common Table blog

Vamos manter o contacto. Subscreva a Newsletter e receba os artigos no seu email