Risotto de verão (risotto de tomate e curgete)

risotto de tomate e curgeterisotto de tomate e curgeterisotto de tomate e curgeterisotto de tomate e curgeterisotto de tomate e curgete
Gosto quando, no verão, após uma fiada de dias com temperaturas ao máximo e que me deixam a paciência no mínimo, vem um dia mais cinzento, talvez umas gotas tímidas de chuva, daquela que dizem apenas molhar os tolos, que liberta o maravilhoso aroma terroso do solo húmido, deixa o próprio ar mais límpido e a casa novamente fresca. O campo beneficia com o momentâneo alívio do estio mas mesmo a cidade fica mais bonita sob a luz de um dia um pouco encoberto, parece que combina com a melancolia das fachadas antigas. Num dia assim, aproveitem para fazer uma refeição mais acolhedora, como este risotto de tomate e curgete, que junta ingredientes muito simples e aproveita a abundância de tomates e curgetes própria da estação. É incrível a quantidade de curgete a que tenho dado uso ultimamente: saem sopas com curgete, bolos, bolonhesas, saladas, risottos e ainda o verão vai a meio. Aliás, se tiverem sugestões sobre receitas agradáveis para onde deitar mais uma ou outra curgete podem deixá-las na caixa de comentários, eu ficava muito agradecida.

Este risotto de tomate e curgete pode ser servido como refeição principal ou como acompanhamento. Eu fiz a receita algumas vezes para testar e afinar antes de a publicar e numa dessas vezes acompanhei o risotto com sardinhas pequeninas, petingas, bem fritas e estaladiças. Ponham a mesa num local arejado, debaixo de uma árvore se forem abençoados com essa opção, sirvam um vinho branco bem fresco, pode ser o mesmo vinho branco seco que usaram para cozinhar o risotto, e ficam com o almoço perfeito para um dia de verão. As quantidades indicadas na receita são suficientes para quatro pessoas, como prato principal. Se servirem o risotto de tomate e curgete como acompanhamento reduzam um pouco as quantidades ou convidem mais alguém para o almoço 🙂

Se o risotto é um prato que vos assusta, não têm razão para isso. É um prato simples, que usa ingredientes simples (por isso, escolham os de melhor qualidade que puderem) e a vossa família e amigos não são o júri do Masterchef. Além disso, como em quase tudo, uma maior perfeição virá sobretudo da prática. Se quiserem, leiam no maravilhoso blog Hortus Natural Cooking um artigo sobre como cozinhar qualquer risotto na perfeição.

Risotto de verão (risotto de tomate e curgete)
Preparação
10 min
Cozedura
1 h
Total
1 h 10 min
 
Num dia mais fresco de verão aproveitem para fazer uma refeição mais acolhedora, como este risotto de tomate e curgete, que junta ingredientes muito simples e aproveita a abundância de tomates e curgetes própria da estação.
Serve: 4
Ingredientes
  • 350 g curgete cortada em cubos (se for pequena não é necessário descascar, nem retirar as sementes)
  • 350 g tomate cortado em cubos
  • 3 colheres de sopa azeite extra virgem (divididas)
  • 75 g cebola picada finamente
  • 2 colheres de sopa polpa de tomate
  • 320 g arroz para risotto (Carnaroli, Vialone Nano ou Arborio)
  • 60 ml vinho branco seco
  • 1 l caldo de legumes quente
  • 1 colher de sopa manteiga
  • 75 g queijo parmesão ralado na hora
  • Sal e pimenta preta moída na hora a gosto
Instruções
  1. Pré-aquecer o forno a 180º C. Forrar uma assadeira com folha de alumínio e colocar nela a curgete e o tomate, cortados em cubos. Temperar com uma colher de sopa de azeite, sal e pimenta preta moída na hora. Assar no forno pré-aquecido durante 30 minutos.
  2. Quando os legumes estiverem a meio da cozedura comece a preparar o risotto. Aqueça duas colheres de sopa de azeite numa caçarola, de preferência larga, em lume médio. Junte a cebola e deixe refogar durante uns minutos, até ficar translúcida. Junte a polpa de tomate, envolva e deixe cozinhar um minuto.
  3. Adicione o arroz e frite-o durante um ou dois minutos, mexendo frequentemente. Junte o vinho branco e deixe evaporar.
  4. Comece a adicionar o caldo de legumes quente, uma concha de cada vez (na verdade, no início costumo deitar duas conchas e depois continuo com apenas uma). Deixe o arroz absorver bem o líquido antes de adicionar mais. Mantenha o lume baixo e mexa de vez em quando para impedir que agarre ao fundo da caçarola.
  5. Quando tiver adicionado todo o caldo e o arroz estiver cremoso e al dente, ou seja, o grão está cozinhado mas mantém uma leve resistência a meio, junte a curgete e tomate assados, bem como os sucos que libertaram para a assadeira.
  6. Adicione a manteiga e o queijo ralado e mexa para incorporar. Prove e retifique os temperos, se necessário. Sirva de imediato.

 


ENTRE EM CONTACTO

Gostava muito de conhecer a sua opinião sobre este artigo, em particular, ou sobre o blogue, em geral. Pode usar a caixa de comentários no fim de cada artigo ou enviar um e-mail através da página de contacto. Pode ainda seguir o blogue através do Instagram e Pinterest e, se quiser receber um e-mail quando sair um artigo novo, pode subscrever a newsletter no fim desta página.

Até à próxima.

1 comment

Ruth Miranda 21 Julho, 2017 - 16:38

Tem graça que risotto nunca me assustou. Porque comecei a fazer antes de ver o Masterchef.au eheheheh. É das coisas que mais adoro cozinhar, e comer tb. Ainda a semana passada fiz um de espinafres e grelos que ficou delicioso, mas agora ao olhar para este, yum, tenho de me atirar á coisa, nunca fiz com courgette, com tomate sim e adoro.
https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

Responder

Deixe um comentário

* Ao usar este formulário concorda que este site processe a sua informação pessoal. Para mais detalhes, consulte a Política de Privacidade do site.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Usamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao usar o site concorda com a nossa utilização de cookies. Aceitar Saber Mais

blue plates photography by Paula Casimiro My Common Table blog

Vamos manter o contacto. Subscreva a Newsletter e receba os artigos no seu email